Processo Seletivo 2017.2

A Clínica de Direitos Humanos Luiz Gama divulga o edital de seleção para até dez novos integrantes.

 

Confira e inscreva-se!

Edital de Seleção CDH 2017.2

Anúncios

Convite – Evento Dialogando sobre o Direito de Ter/Ser mãe – 30.05 – FDUSP

Desde 2016 a Clínica Luiz Gama tem se esforçado para compreender a destituição precoce, a separação de mães e bebês na cidade de São Paulo, em situação relacionada na maior parte das vezes à situação de rua e uso de drogas. Especialmente, tivemos a parceria do Instituto Alana para a realização de uma pesquisa diagnóstico inicial no município.

São mulheres e crianças que, por conta de estigmas e falhas do judiciário e da articulação de políticas públicas, acabam tendo inúmeros direitos violados. É muito importante lançarmos luz sobre o debate e questionarmos como essa situação se coloca atualmente.

Convidamos a todos e todas para somar nessa reflexão conosco. Vai ser um evento muito importante para dialogarmos sobre as possibilidades de ser mãe para mulheres em situação de rua e/ou usuárias de drogas.

Siga o evento no facebook!

 

EVENTO MÃES DPE

 

Edital de Seleção – Novos ingressantes

A Clínica de Direitos Humanos Luiz Gama abre seu edital de seleção para novos ingressantes de todos os cursos da Universidade de São Paulo- inscrições até 31 de março de 2017  24. de março de 2017.

A Clínica surgiu em 2009 a partir de uma demanda dos alunos da faculdade de Direito em romper com o modelo de ensino jurídico descolado da realidade e marcado pela verticalidade entre professores e alunos. Assim, buscando pautar Direitos Humanos sob uma perspectiva aliada ao contexto concreto em que nos inserimos – o Centro de São Paulo -, o principal projeto da Clínica volta-se à população em situação de rua da cidade.

A partir de ouvidorias e criação de espaços de escuta qualificada, a Clínica se propõe a ampliar as vozes dessas pessoas, reiteradamente invisibilizadas e alvo de violação de Direitos Humanos, levando suas vozes a espaços públicos de discussão e construção de políticas públicas.

Em 2016, em parceria com o Instituto Alana (ONG voltada à defesa dos direitos das crianças e adolescentes), a Clínica desenvolveu uma pesquisa cujo tema lançou luz às mães e crianças em situação de rua, trazendo um recorte de gênero – demanda de um grupo majoritariamente feminino – para a já vulnerável população de rua. Nesse sentido, e buscando dar continuidade ao projeto, a Clínica irá, neste semestre, se debruçar sobre o olhar de gênero nas ruas, tanto de uma perspectiva teórica quanto prática. Além das reuniões de formação semanais, atividades de campo envolvendo visitas a equipamentos de acolhida e assistência serão realizadas em parceria com a Defensoria Pública do Estado, que mensalmente se reúne para discutir a temática e pesquisá-la com os agentes da rede – reunião composta, também, pela Clínica.

Assim, buscando sempre aliar uma formação teórica em Direitos Humanos – sob uma perspectiva interdisciplinar – políticas públicas e gênero, a Clínica se volta à construção conjunta e horizontal de um conhecimento que se dá também pela atuação prática e ligada à realidade.

Convidamos todas e todos a se inscrever no nosso processo seletivo, mais detalhado no nosso edital (link abaixo). As inscrições estão abertas para alunos a partir do terceiro semestre da gradução, não necessariamente em Direito, até o dia 24/03. Venham todas!!

Link do edital: Edital de Seleção CDH 2017.1

Curtam nossa página: http://www.facebook.com/clinicaluizgamayou're thirteen!